EDITORIAL

Ricardo Henrique Alves da Silva

Resumo


“LIFE WAS SO BEAUTIFUL / THEN WE ALL GOT LOCKED DOWN” (Música: Living in a ghost town - The Rolling Stones)

 

Esse editorial vem com um clima diferente... E não faz sentido ficar aqui repetindo muita coisa que tem sido falada em meio à pandemia da COVID-19. Mas antes de falar do novo número da RBOL – Revista Brasileira de Odontologia Legal, a ideia é levantar pontos para reflexão com esse cenário que estamos vivenciando e que afeta a todos, incluindo a nossa Odontologia e, é claro, nossa especialidade, a Odontologia Legal. Então, com começamos com música no título... Seguimos com música! Agora, vamos de Legião Urbana!

 

“Será só imaginação?”

Não é apenas imaginação. Estamos vivenciando, sim, uma situação totalmente atípica. Em isolamento social, com milhares de óbitos, risco de colapso na saúde e concretização de prejuízos econômicos inimagináveis.

 

“Eu posso estar sozinho / Mas eu sei muito bem aonde estou”

Estamos sozinhos, por conta do isolamento social? Graças ao avanço da tecnologia, não parece que estamos tão sozinhos assim, não é mesmo? Mas será que sabemos mesmo onde estamos? Ou, ainda, onde estaremos?

 

“Será que vamos conseguir vencer?”

É claro que sim! Haverá mudanças? Sim! Mas tão grandes assim como as redes sociais ficam imaginando? Hummm... Não sei... Acho que não. Mas é um “acho” mesmo.

Essa pequena introdução é para pensar em diversos pontos. Sem certo ou errado. Sem julgamento. São muitos pontos que passam pela minha mente e resolvi, por meio desse editorial, compartilhar. E com qual intenção? Pensarmos juntos! Construirmos juntos! Crescermos juntos! Vem comigo? Então... #partiu

 

Uma reflexão referente à sociedade brasileira...

Nunca vi um povo tão dividido e muitos querendo ver o “circo pegar fogo”. Transformamos todo fato no Brasil, nos últimos anos, em um Corinthians x Palmeiras, Flamengo x Fluminense, Inter x Grêmio... E para quê? O que isso traz de efetivo ganho para evoluirmos? Sua verdade, nem a minha e nem a de ninguém é absoluta nos tempos atuais (e, na verdade, nunca foi, não é mesmo?). E para piorar, temos que conviver com a “pós-verdade”, colocando crenças pessoais e emoções acima de fatos objetivos.

Você está preocupado com a sua saúde? Você está certo! Você está preocupado com seu emprego? Você está certo! Você está preocupado com a saúde dos seus familiares? Você está certo! Você está preocupado com o seu negócio? Você está certo! Você está preocupado com sua formação? Você está certo! Você está preocupado com a qualidade do ensino que está proporcionando? Você está certo!

Poderia ficar aqui por linhas e mais linhas. Mas o recado é: mais bom senso e empatia, por favor!

 

Uma reflexão referente à Odontologia...

Logo na “explosão” das informações sobre a pandemia, debates tomaram conta... E agora, o que será da Odontologia? E tendo até os discursos apocalípticos de que seria o fim da Odontologia. Bom... algumas mudanças existirão, isso é certo. Mas entre as questões que podem vir à tona, vamos levantar algumas.

Nesse momento, você está atendendo? Apenas urgências? Ou está no seu “ritmo normal”? Porque pergunto isso? Tive a oportunidade que conversar sobre esse assunto em alguns momentos e o que mais me perguntavam era “onde está a lei que me impede de atender”. E a reflexão que fica... Somos profissionais da saúde! Como você está refletindo sobre esse momento? O ponto central é uma lei para autorizar ou impedir? Ou você, por conta própria, refletir sobre o seu papel nesse momento?

E pensando nos atendimentos... Protocolos de biossegurança mudaram? Sim (http://portal.anvisa.gov.br/coronavirus/protocolos)! Irá mudar mais ainda? Sim! Isso impedirá a Odontologia de existir? É claro que não! Agora... pense comigo. Você espaçou mais seus pacientes? Mudou o padrão dos seus EPIs? Mudou a forma e protocolo de limpeza de um paciente para outro? E isso impacta nos seus custos? Como você vai lidar com isso? Só para pensarmos em linhas gerais. Mas podemos até pensar que será o fim dos cirurgiões-dentistas com barba? Você pode pensar que é uma brincadeira – mas e a efetividade da máscara N95 com a presença de barba? Você já leu sobre isso?

Pois é! Muitas perguntas. Muita informação. E você está realmente estudando essas informações? Ou apenas dando aquela passada pela “lives” para deixar o “👋”? E pronto (já viram que passei por aqui – e fui!). Pense nisso!

 

Uma reflexão referente ao ensino odontológico...

Particularmente, como Professor, esse quadro tem me assustado bastante. Na verdade, me assustou muito no começo, pois percebi toda uma fala referente ao Ensino à Distância como um salvador da pátria! Que medo, meus amigos! E falo disso com a experiência de quem, por solicitações institucionais, está ministrando conteúdos à distância... Ou melhor, remotamente, em meio a essa situação emergencial que estamos vivenciando. Até comentei, em uma live que tive a oportunidade de participar que hoje temos uma nova modalidade: o ensino remoto emergencial.

Desafiador? Sim! A mesma coisa? Jamais!

E tive que participar de duros debates onde queria levantar apenas um aqui... O tal das “disciplinas teóricas e disciplinas práticas”. Pois é... No meu entendimento, não há nenhuma disciplina exclusivamente teórica em um curso como a Odontologia e, por isso, nesse ensino remoto emergencial, estamos fazendo o melhor possível para um engajamento institucional dos alunos e, com isso, tentando proporcionar formação e conhecimento.

Mas não vamos nos iludir... Afinal, ensinar não é apenas dispersar conteúdo... Tem a ver com exemplo, vivência, troca de experiência, espírito de grupo, coletividade, normas, etc. E, por isso, é chavão, mas vale a pena escrever: nada substitui um professor e o ambiente da “sala de aula” (entre aspas mesmo, pois aqui não é apenas aquele local que você imaginou ao ler o texto, mas em qualquer cenário de prática educacional).

Vamos superar? Sim! Mas há muitas perguntas a serem refletidas. Como organizaremos as nossas estruturas educacionais? Como ficarão as salas de aula? Laboratórios? Clínicas? Número de alunos por turma? Haverá vestibular esse ano? E agora, com o adiamento do ENEM, como vai ficar? Quantos professores precisaremos ter para atender essas novas demandas?

É, meus caros leitores, muito a ser pensado! E se fosse compartilhar todas as dúvidas e dilemas que podemos levantar nesse momento, esse editorial ocuparia uma edição. Mas,  mesmo com todo esse cenário, chegamos a um novo número da RBOL. E em meio a tantas notícias que trazem ansiedade, tensão, medo. Uma grande notícia da nossa RBOL: JÁ SÃO 15 NÚMEROS PUBLICADOS! Sim, 15 edições da primeira revista do continente americano dedicada exclusivamente à Odontologia Legal. Assim, PARABÉNS À RBOL! E essa congratulação se dirige aos editores, revisores, autores, leitores e à nossa ABOL – Associação Brasileira de Ética e Odontologia Legal, todos que tornam possível essa realidade.

E esse primeiro número da RBOL em 2020, em meio à pandemia, vem com muita informação de qualidade para você! Confira!

São cinco artigos originais contemplando temas como aspectos éticos da publicidade odontológica, perícia oficial criminal, antropologia forense e radiologia forense. Ainda contamos com duas revisões de literatura, uma abordando a temática da reconstrução facial forense, e outras sobre estimativa da idade. E fechando esse número, dois relatos de caso, abordando assuntos referentes a termo de consentimento e, também, estética facial.

Assim, caro leitor, deleite-se com cada linha desse novo número e mantenha-se informado com muita Odontologia Legal de qualidade para você, mostrando todo o esforço dessa belíssima especialidade na produção de ciência.

E por falar em ciência... Esse é o último ponto para deixar como reflexão. No Brasil, a ciência brasileira, ao bel prazer de políticos e outros “seres” em busca de holofotes é um alvo preferencial para ataques, ainda mais que, no Brasil, a ciência é produzida majoritariamente por instituições públicas, em universidades públicas e por meio de servidores públicos. É muita munição para pessoas mal-intencionadas. No entanto, em meio a essa pandemia, o apelo à ciência para a busca da vacina, tratamentos, produção de equipamentos e muito mais, apareceu de maneira expressiva. E a ciência, como sempre fez, está trabalhando e muito! Pois é... O mundo dá voltas (afinal a Terra não é plana!).

 

Cuidem-se! Boa leitura e bom proveito!

 

Prof. Dr. Ricardo Henrique Alves da Silva

Editor-Chefe – RBOL

 Revista Brasileira de Odontologia Legal

 

 

PS: Aviso institucional – o 15º Congresso Brasileiro de Odontologia Legal, conforme amplamente divulgado nos sites oficiais da ABOL e do CBOL e, também, nas mídias sociais, em virtude da pandemia de COVID-19 não será realizado esse ano. A nova data para 2021 ainda não está definida, aguardando a evolução do quadro epidemiológico e das recomendações sanitárias.

Palavras-chave


Odontologia Legal

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 RBOL- Revista Brasileira de Odontologia Legal