A HISTÓRIA DA ODONTOLOGIA LEGAL NO BRASIL – PARTE 2: ORIGEM ENQUANTO DISCIPLINA E ESPECIALIDADE

Rhonan Ferreira Silva, Ademir Franco, Rodrigo Ivo Matoso, Ricardo Henrique Alves da Silva

Resumo


Em seus primórdios, a Odontologia Legal se destacou, principalmente, por viabilizar a investigação da identidade no âmbito forense. Gradativamente, novas técnicas foram incorporadas e aceitas dentre o rol de atividades desempenhadas nesta seara. Extrapolando as barreiras do empirismo, esta “arte dentária” percorreu caminhos desafiadores até ser aceita e reconhecida como ciência. Ao passo em que Odontologia Legal era consolidada enquanto técnica e ciência, a justiça era munida de ferramentas periciais para a elucidação de casos com significante impacto social. Contudo, apesar de aceita perante a justiça e sociedade, esta ciência pouco se desenvolveria fora dos limites acadêmicos. Restando-se necessária sua inserção neste contexto, a Odontologia Legal passou a ser considerada como importante componente da educação superior no Brasil. Foi na década de 30 que esta ciência integrou legalmente a formação dos Cirurgiões-dentistas, e dela fez parte até os dias atuais. A partir desta data, esta ciência se disseminou de maneira mais abrangente uma vez que figurou entre as disciplinarias obrigatórias requeridas em território nacional. Consideravelmente distinta das demais áreas da Odontologia, a Odontologia Legal veio a ser reconhecida como especialidade aproximadamente 40 depois do seu surgimento nos cursos de graduação. Neste ínterim, somam-se 677 Cirurgiões-dentistas registrados nesta especialidade. Sua origem e inserção como disciplina e especialidade possibilitaram um desenvolvimento exponencial por meio do ensino, pesquisa e extensão, assim como da educação continuada respectivamente. Compilando informações literárias científicas e não científicas, o presente trabalho resgata importante peça histórica da Odontologia Legal e contribui para o enriquecimento da literatura odontológica nacional.


Palavras-chave


Odontologia legal; História da odontologia; Legislação odontológica

Texto completo:

PDF

Referências


Hill IR, Keiser-Nielsen S, Vermylen Y, Free E, Valck E, Tormans E. Forensic Odontology – Its scope and history. Solihull: Alan Clift Associates; 1984. 272p.

Amoedo O. The role of the dentists in the identification of the victims of the catastrophe of the “bazar de la charité”, Paris, 4th of May, 1897. The Dental Cosmos. 1897; 39(11):905-12.

Amoedo O. L’Arte Dentaire em Médicine Légale. Paris: Masson et Cie, Éditeurs. Libraires de L'Académie de Médecine. 1898. 608p.

Riaud X. Dr Oscar Amoëdo y Valdes (1863-1945), Founding Father of Forensic Odontology. Global Journal of Anthropology Research. 2015; 2(2): 22-5. http://dx.doi.org/10.15379/2410-2806.2015.02.02.04.

Silva RF, Silva RHA, Franco A, Oliveira RN, Daruge Junior E. A história da Odontologia Legal no Brasil – Parte 1: origem enquanto técnica e ciência. Rev Bras Odontol Leg RBOL. 2017; 4(2): 87-103. http://dx.doi.org/10.21117/rbol.v4i2.139.

Abreu HT. Medicina legal aplicada à arte dentária. Rio de Janeiro: Livraria Francisco Alves. 1ª edição. 1922. 229p.

Brasil. Conselho Federal de Odontologia. Resolução CFO 063/2005. Aprova a Consolidação das Normas para Procedimentos nos Conselhos de Odontologia. Rio de Janeiro. 2005. Disponível em: http://cfo.org.br/wp-content/uploads/2009/10/consolidacao.pdf. Acesso em: 02/03/20017.

Silva RF, Miamoto P, Silva RHA. Luiz Lustosa da Silva e o surgimento da odontologia legal no Brasil – revisão em acervo jornalístico e de literatura. Rev Bras Odontol Leg RBOL. 2017; 4(1):78-106. http://dx.doi.org/10.21117/rbol.v4i1.118.

Silva LL. Odontologia Legal. São Paulo: Methodista. 1924. 290p.

Cunha ES. História da odontologia no Brasil: 1500-1900. 2. ed. Rio de Janeiro: Ed. Científica. 1952. 288p.

Nascimento CNG, Lemos PCP. A Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo – 95 anos de história. Rev Med (São Paulo). 2007; 86(4):232-42.

American Dental Association. ADA News. First dental school celebrates 175th anniversary. 2015. Disponível em: http://www.ada.org/en/publications/ada-news/2015-archive/june/first-dental-school-celebrates-175. Acesso em: 02/03/20017.

Brasil. Decreto nº 1.764, de 14 de Maio de 1856. Approva o Regulamento complementar dos Estatutos das Faculdades de Medicina, a que se refere o Art. 29 do Decreto n.º 1.387 de 28 de Abril de 1854. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1824-1899/decreto-1764-14-maio-1856-571247-publicacaooriginal-94339-pe.html. Acesso em: 02/03/20017.

Brasil. Decreto nº 7.247, de 19 de abril de 1879. Reforma o ensino primario e secundario no municipio da Côrte e o superior em todo o Imperio. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1824-1899/decreto-7247-19-abril-1879-547933-publicacaooriginal-62862-pe.html. Acesso em: 02/03/20017.

Brasil. Decreto nº 9.311, de 25 de outubro de 1884. Dá novos Estatutos ás Faculdades de Medicina. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1824-1899/decreto-9311-25-outubro-1884-545070-publicacaooriginal-56989-pe.html. Acesso em: 02/03/20017.

Brasil. Decreto n. 1270 - de 10 de janeiro de 1891. Reorganiza as Faculdades de Medicina dos Estados Unidos do Brazil. Disponível em: http://legis.senado.gov.br/legislacao/ListaTextoIntegral.action?id=48401&norma=64176. Acesso em: 02/03/20017.

Brasil. Decreto nº 1.482, de 24 de Julho de 1893. Approva o regulamento para as Faculdades de Medicina da Republica. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1824-1899/decreto-1482-24-julho-1893-519353-publicacaooriginal-1-pe.html. Acesso em: 02/03/20017.

Brasil. Decreto nº 3.902, de 12 de Janeiro de 1901. Approva o regulamento das Faculdades de Medicina. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1900-1909/decreto-3902-12-janeiro-1901-513707-publicacaooriginal-1-pe.html. Acesso em: 02/03/20017.

Brasil. Decreto nº 8.661, de 5 de Abril de 1911. Approva o regulamento das faculdades de medicina. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1910-1919/decreto-8661-5-abril-1911-506733-publicacaooriginal-1-pe.html. Acesso em: 02/03/20017.

Brasil. Decreto nº 11.530, de 18 de Março de 1915. Reorganiza o ensino secundario e o superior na Republica. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1910-1919/decreto-11530-18-marco-1915-522019-publicacaooriginal-1-pe.html. Acesso em: 02/03/20017.

Brasil. Decreto nº 3.830, de 29 de outubro de 1919. Autoriza o Governo a transformar em Faculdade de Odontologia o actual curso de odontologia da Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro e dá outras providencias. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1910-1919/decreto-3830-29-outubro-1919-571931-publicacaooriginal-95044-pl.html. Acesso em: 02/03/20017.

Lerman S. Historia de la Odontología y su ejercicio legal. Buenos Aires: El Ateneo. 1942.

Federación Odontológica Latino-americana. Anales de su Primer Congreso Odontologico Latino-Americano (COLA). 17 a 23 de setiembre de 1920. Tomo I. Montevideu, Uruguay. Montevideu: Talleres Graficos. 1921.

Jornal do Brasil. O Ensino Odontológico – como deve ser feito no Brasil. Rio de Janeiro. Reportagem publicada em 09/01/1926. Disponível em: http://bndigital.bn.gov.br/hemeroteca-digital/. Acesso em: 02/03/20017.

Federación Odontológica Latino-americana. Segundo Congreso Odontológico Latino-Americano (COLA). 10 a 24 de octubre de 1925. Actas y trabajos. Tomo I. Buenos Aires, Argentina. Buenos Aires: Imprenta y Librería Denuble. 1928.

O Imparcial. Academia Nacional de Odontologia. Rio de Janeiro. Reportagem publicada em 07/02/1928. Disponível em: http://bndigital.bn.gov.br/hemeroteca-digital/. Acesso em: 02/03/20017.

Brasil. Decreto nº 19.851, de 11 de abril de 1931. Dispõe que o ensino superior no Brasil obedecerá, de preferencia, ao systema universitario, podendo ainda ser ministrado em institutos isolados, e que a organização technica e administrativa das universidades é instituida no presente Decreto, regendo-se os institutos isolados pelos respectivos regulamentos, observados os dispositivos do seguinte Estatuto das Universidades Brasileiras. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1930-1939/decreto-19851-11-abril-1931-505837-publicacaooriginal-1-pe.html. Acesso em: 02/03/20017.

Brasil. Decreto nº 19.852, de 11 de Abril de 1931. Dispõe sobre a organização da Universidade do Rio de Janeiro. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1930-1939/decreto-19852-11-abril-1931-510363-publicacaooriginal-85620-pe.html. Acesso em: 02/03/20017.

Brasil. Decreto nº 24.462, de 25 de Junho de 1934. Aprova o regulamento da Faculdade de Medicina de Pôrto Alegre. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1930-1939/decreto-24462-25-junho-1934-498277-publicacaooriginal-1-pe.html. Acesso em: 02/03/20017.

Mott ML, Fabergé OS, Muniz MA, Martino LVS, Santos APF, Maestrini K. 'Moças e senhoras dentistas': formação, titulação e mercado de trabalho nas primeiras décadas da República. Hist cienc saude-Manguinhos. 2008; 15(suppl): 97-116. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-59702008000500005.

Universidade de São Paulo. Memória USP. Faculdade de Odontologia. Disponível em: http://200.144.182.66/memoria/por/unidade/255-Faculdade_de_Odontologia. Acesso em: 02/03/20017.

Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia. Museu Virtual da FOUSP. História. Disponível em: http://www.fo.usp.br/?page_id=9751. Acesso em: 02/03/20017.

Mott ML, Duarte IG, Gomes MT. Montando um quebra-cabeça: a coleção "Universidade de São Paulo" do Arquivo Público do Estado de São Paulo. Cad hist ciênc. 2007; 3(2):37-72.

Diário Nacional. Escola de Pharmacia e Odontologia. São Paulo. Reportagem publicada em 20/12/1928. Disponível em: http://bndigital.bn.gov.br/hemeroteca-digital/. Acesso em: 02/03/20017.

Brasil. São Paulo. Lei n. 2.350, de 31 de dezembro de 1928. Dispõe sobre o ensino e exercicio das artes pharmaceutica e dentaria. Disponível em: http://www.al.sp.gov.br/repositorio/legislacao/lei/1928/lei-2350-31.12.1928.html. Acesso em: 02/03/2017.

Brasil. São Paulo. Decreto n. 4.832, de 13 de janeiro de 1931. Dispõe sobre o ensino de pharmacia, odontologia e obstetrícia. Disponível em: http://www.al.sp.gov.br/repositorio/legislacao/decreto/1931/decreto-4832-13.01.1931.html.

Brasil. São Paulo. Decreto n. 6.283, de 25 de janeiro de 1934. Cria a Universidade de São Paulo e dá outras providências. Disponível em: http://www.al.sp.gov.br/repositorio/legislacao/decreto/1934/decreto-6283-25.01.1934.html. Acesso em: 02/03/2017.

Brasil. São Paulo. Decreto n. 6.414, de 25 de abril de 1934. Organiza a Faculdade de Farmacia e Odontologia de São Paulo. Disponível em: http://www.al.sp.gov.br/repositorio/legislacao/decreto/1934/decreto-6414-25.04.1934.html. Acesso em: 02/03/2017.

Lino-Júnior HL, Gabriel M, Daruge-Júnior E, Silva RHA. Ensino de Odontologia Legal no Brasil: um convite à reflexão. Rev ABENO. 2015; 15(2):38-46.

Brasil. São Paulo. Decreto n. 9.743, de 19 de novembro de 1938. Crêa o Instituto de Criminologia do Estado de São Paulo e dá outras providências. Disponível em: http://www.al.sp.gov.br/repositorio/legislacao/decreto/1938/decreto-9743-19.11.1938.html. Acesso em: 02/03/2017.

Brasil. Decreto-Lei n. 3.171, de 2 de abril de 1941. Reorganiza o Departamento Nacional de Saúde, do Ministério da Educação e Saúde, e dá outras providências. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/declei/1940-1949/decreto-lei-3171-2-abril-1941-413188-publicacaooriginal-1-pe.html. Acesso em: 02/03/2017.

Brasil. Decreto nº 9.810, de 1º de Julho de 1942. Aprova o regimento do Serviço Nacional de Fiscalização de Medicina do Departamento de Saúde do Ministério da Educação e Saúde. http://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1940-1949/decreto-9810-1-julho-1942-457281-publicacaooriginal-1-pe.html. Acesso em: 02/03/2017.

Brasil. Decreto-lei nº 4.113 de 14 de fevereiro de 1942. Regula a propaganda de médicos, cirurgiões, dentistas, parteiras, massagistas, enfermeiros, de casas de saúde e de estabelecimentos congêneres, e a de preparados farmacêuticos. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/declei/1940-1949/decreto-lei-4113-14-fevereiro-1942-414086-publicacaooriginal-1-pe.html. Acesso em: 02/03/2017.

Brasil. Lei n. 1.314, de 17 de janeiro de 1951. Regulamenta o exercício profissional dos Cirurgiões Dentistas. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/1950-1969/L1314impressao.htm. Acesso em: 02/03/2017.

Brasil. Lei n. 3.062, de 22 de dezembro de 1956. Desdobra o atual Serviço Nacional de Fiscalização da Medicina em Serviço Nacional de Fiscalização da Medicina e Farmácia e Serviço Nacional de Fiscalização de Odontologia, e dá outras providências. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/1950-1959/lei-3062-22-dezembro-1956-354544-publicacaooriginal-1-pl.html. Acesso em: 02/03/2017.

Brasil. Decreto nº 49.308, de 21 de Novembro de 1960. Aprova o Regimento do Serviço Nacional de Fiscalização da Odontologia. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/decret/1960-1969/decreto-49308-21-novembro-1960-388857-publicacaooriginal-1-pe.html. Acesso em: 02/03/2017.

Última Hora. Curso. Recife. Reportagem publicada em 30/08/1962. Disponível em: http://bndigital.bn.gov.br/hemeroteca-digital/. Acesso em: 02/03/20017.

Diário de Notícias. Cursos. Rio de Janeiro. Reportagem publicada em 10/01/1964. Disponível em: http://bndigital.bn.gov.br/hemeroteca-digital/. Acesso em: 02/03/20017.

Brasil. LEI No 5.081, DE 24 DE AGOSTO DE 1966. Regula o Exercício da Odontologia. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l5081.htm. Acesso em: 02/03/20017.

Brasil. Serviço Nacional de Fiscalização da Odontologia. Portaria SNFO n. 30 de 01/03/1968. Baixa instruções para inscrição de especialista em radiologia odontológica no SNFO. Publicada no DOU em 19/03/1968.

Brasil. Serviço Nacional de Fiscalização da Odontologia. Portaria SNFO n. 32 de 25/03/1968. Baixa normas para a inscrição de certificado de especialização odontológica no SNFO. Publicada no DOU em 10/04/1968.

Brasil. Serviço Nacional de Fiscalização da Odontologia. Portaria SNFO n. 1 de 11/07/1969. Inclui entre as especializações odontológicas de que trata a Portaria SNFO-32 de 25 de março de 1968. Publicada no DOU em 23/07/1969.

Brasil. Lei n. 4.324, de 14 de abril de 1964. Institui o Conselho Federal e os Conselhos Regionais de Odontologia, e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/1950-1969/L4324.htm. Acesso em: 02/03/20017.

Brasil. Decreto n. 68.704, de 3 de junho de 1971. Regulamenta a Lei nº 4.324, de 14 de abril de 1964. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/1970-1979/d68704.htm. Acesso em: 02/03/20017.

Brasil. Conselho Federal de Odontologia. Resolução CFO-126/78. Baixa normas para registro e inscrição de especialistas. Salvador. 1978.

Brasil. Conselho Federal de Odontologia. Decisão CFO-25/81. Fixa normas para registro de certificado de especialização expedido por estabelecimento de ensino de graduação em Odontologia. Rio de Janeiro. 1981.

Brasil. Conselho Federal de Odontologia. Resolução CFO-155/84. Aprova a consolidação das normas para procedimentos nos conselhos de Odontologia. Rio de Janeiro. 1984.

Brasil. Conselho Federal de Odontologia. Resolução CFO-181/92. Altera as redações do Capítulo VII, Título I; Capítulos I, II e III, Título IV, das Normas aprovadas pela Resolução CFO-155/84. Rio de Janeiro. 1984.

Brasil. Conselho Federal de Odontologia. Resolução CFO-185/93. Aprova a Consolidação das Normas para Procedimentos nos Conselhos de Odontologia e revoga a Resolução CFO-155/84. Disponível em: http://143.107.206.201/restauradora/etica/rcfo185_93.htm. Acesso em: 02/03/20017.

Brasil. Conselho Federal de Odontologia. Resolução CFO-063/2005. Aprova a consolidação das normas para procedimentos nos conselhos de odontologia. Disponível em: http://cfo.org.br/wp-content/uploads/2009/10/consolidacao.pdf. Acesso em: 02/03/20017.

Brasil. Conselho Federal de Odontologia. Resolução CFO-22/2001. Baixa Normas sobre anúncio e exercício das especialidades odontológicas e sobre cursos de especialização revogando as redações do Capítulo VIII, Título I; Capítulo I, II e III, Título III, das Normas aprovadas pela Resolução CFO-185/93, alterada pela Resolução CFO-198/95. Disponível em: http://cfo.org.br/servicos-e-consultas/ato-normativo/?id=378. Acesso em: 02/03/20017.

Brasil. Conselho Federal de Odontologia. Resolução CFO-161/2015. Altera artigos, incisos e parágrafos da Resolução CFO-63/2005. Disponível em: http://cfo.org.br/servicos-e-consultas/ato-normativo/?id=1936. Acesso em: 02/03/20017.

Brasil. Conselho Federal de Odontologia. Resolução CFO-116/2012. Altera artigos, incisos e parágrafos da Resolução CFO-63/2005. Disponível em: http://cfo.org.br/UgioQ/QLLcV/UoLPT/cfo/forum/topicos-anteriores/segunda-postagem-no-forum/servicos-e-consultas/servicos-e-consultas/ato-normativo/?id=1631. Acesso em: 02/03/20017

Brasil. Conselho Federal de Odontologia. Resolução CFO-169/1990. Aprova normas para reconhecimento ou credenciamento de cursos de especialização.

Brasil. Conselho Federal de Odontologia. Resolução CFO-66/2005. Dá nova redação aos artigos 175 e 177 da Consolidação aprovada pela Resolução CFO-63/2005. Disponível em: http://cfo.org.br/legislacao/ato-normativo/?id=990. Acesso em: 02/03/20017.

Memoria. Primer Congreso Panamericano de Medicina Legal, Odontología Legal y Criminología. Celebrado en La Habana, Cuba, desde Septiembre 2 al 8 de 1946. La Habana (Cuba): Gobierno de la República de Cuba. 1947. 564p.

Terada ASSD, De Souza GA, Machado MA, DA Silva RHA. Forensic dentistry job market in Brazil. Int J Odontostomat.. 2016; 10(3):381-4. http://dx.doi.org/10.4067/S0718-381X2016000300002.

Brasil. Ministério da Educação. Conselho nacional de educação. Câmara de educação superior. Resolução CNE/CES 3, de 19 de fevereiro de 2002. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Odontologia. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CES032002.pdf. Acesso em: 02/03/2017.

Marques JAM, Silva MLCA, Musse JO. Perfil profissional dos associados da ABOL. Rev Bras Odontol Leg RBOL. 2014: 1(1):63-8. http://dx.doi.org/10.21117/rbol.v1i1.8.

Silva FE, Zaitter WM, Fernandes MM. Perspectivas de atuação como docente e em foro civil para o especialista em Odontologia Legal. Rev ABENO. 2016; 16(4):95-106.




DOI: http://dx.doi.org/10.21117/rbol.v4i3.149

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 RBOL- Revista Brasileira de Odontologia Legal